terça-feira, 9 de março de 2010

Oscar 2010

Aquela noite foi tensa. Eu lá quase fazendo mandinga para Avatar não ganhar o Oscar. Quando Barbra Streisand (sim, logo ela *-*) entrou e entregou o prêmio para Kathryn Bigelow, a ex-mulher de James Cameron, fiquei muito feliz.

Na foto acima, você vê James Cameron num momento de carinho com sua ex-esposa após ela tê-lo vencido.

Quanto à Sandra Bullock, ela tinha razão quando disse a Meryl Streep (de brincadeira, é claro, pois elas são suuuuper amigas) por uma mensagem de voz que iria matá-la.

E como todos puderam ver durante a premiação, Bullock citou Meryl como "sua amante..."

Por que Meryl é sempre tão citada nos discursos? Só por que ela é indicada todos os anos e nunca ganha? Lembram-se do ano passado, quando Kate Winslet, ao vencer o Oscar, disse que estava muito feliz por ter vencido Meryl Streep? A atriz lhe retribuiu com um sorriso forçado.

O vencedor de Melhor Animação foi Up - Altas Aventuras. Oh, que surpresa. Quem poderia adivinhar isso? Como já me disseram, a Pixar cheira a Oscar. Mas tudo bem. Eu adoro ela e pode continuar assim para sempre, desde que continue fazendo seus bons filmes.

Além de ser indicado a Melhor Filme, ninguém nem sabia o que Up estava fazendo lá. Estava como figurante (sim, pois a disputa estava entre Guerra ao Terror e Avatar). Portanto, na categoria principal, Up não passou de um mero figurante, assim como Distrito 9, que foi um filme tão inútil na premiação, que acho que ninguém nem lembrou que ele existia.

Além disso, a cerimônia foi apresentada por Steve Martin e Alec Baldwin, que atualmente contracenam no mesmo filme, ao lado de Meryl Streep, Simplesmente Complicado.

Um dos maiores momentos foi quando Ben Stiller entrou fantasiado de Na'vi. Uau! Nem dá para perceber!

No final, Bigelow foi ao palco receber o prêmio de Barbra Streisand e foi embora.

Enquanto isso, rapidamente Tom Hanks apareceu e disse o vencedor imediatamente. Foi tão rápido, que até agora nem sei se era ele mesmo. E Guerra ao Terror venceu. Foi tudo tão rápido que, quando Bigelow voltou novamente ao palco... nem sabia o que estava acontecendo.
Acima, Kathryn Bigelow com cara de paisagem.

E com a dança deapresentação das trilhas sonoras indicadas, Taylor Lautner e Kristen Stewart apresentando um video sobre os filmes de terror (no qual Lua Nova apareceu de penetra) e Jeff Bridges recebendo seu Oscar de Melhor Ator, pode-se dizer que foi um ótimo Oscar.

3 comentários:

Danielle disse...

Humm, tá parecendo que você adorou mesmo, hein, hehehe. Bem, na minha opinião, seu texto bate o Oscar - muito criativo! Essas fotos são demais. Esse beijo entre a Sandra e a Meryl - não é a toa que dizem que "ser flex está na moda"...

Abraços
Dani

Victor Tanaka disse...

Foi a edição do Oscar que mais gostei de assistir (só vi essa e a do ano passado, haha).
Obrigado pelos elogios, Dani.
Abraços.

Kley disse...

Deve haver uns 25 a 28 anos que eu assisto ao Oscar e a cada ano que passa vai ficando mais previsível e menos glamourizada. Eu gostava mais quando os prêmios não iam tanto prá um único filme, só se merecesse de fato. Efeito de som e mixagem de som prá Guerra ao Terror foi forçar a barra, esses prêmios eram dos azulões. Porém Guerra ter ganho de filme e direção não foi ruim mesmo, apesar que eu torcia prá Bastardos Inglórios, mas como disse Victor, a batalha era entre Avatar e Guerra ao Terror. Mas ficou aquela sensação de que algo estava faltando.